Alcoolismo

Uma doença séria e com inúmeras consequências para a saúde, o alcoolismo é um fato antigo na sociedade. Entenda melhor.

Artigo publicado por Roberto Magalhães nas categorias: Bem-Estar

Diminuidor

O alcoolismo é uma doença crônica e progressiva, que muitas vezes inclui problemas de controle. Além disso, está associado a transtornos psicológicos relacionados à dependência física. O indivíduo, mesmo sabendo das maledicências que a droga causa, não consegue se desapegar do vício e pode sofrer com os sintomas da abstinência.

alcoolismo

É possível enfrentar problemas relacionados ao álcool mesmo quem não for realmente um alcoólatra. Isso porque, o exagero no consumo ou o uso frequente pode acarretar em diversos infortúnios, como problemas de saúde, e até acontecimentos envolvidos com a embriaguez.

Se você é um alcoólatra ou tem algum problema relacionado ao álcool, não deve deixar de procurar ajuda. Negar o problema só o afastará de curá-lo.

Sintomas do alcoolismo

  • Não ser capaz de limitar a quantidade de álcool que consume
  • Sentir uma necessidade muito intensa ou compulsão por beber
  • Criar tolerância ao álcool por esse motivo precisa de uma maior quantidade
  • Beber sozinho ou ocultar o seu consumo
  • Experimentar sintomas de abstinência física quando não bebe – como náuseas, sudorese e irritação
  • Esquecer-se de acontecimentos ou compromissos
  • Manter alguma bebida alcoólica em lugares improváveis na casa, no trabalho ou em seu carro
  • Necessidade de beber para se sentir bem ou “normal”
  • Ter problemas de relacionamentos, no emprego ou de finanças devido ao ato de beber
  • Perder o interesse em atividades e hobbies que costumava ter prazer

Pergunte a si mesmo estas seguintes questões:

  • Você sempre precisa de uma bebida para você começar seu dia?
  • Você se sente culpado por beber?
  • Você acha que você precisa cortar o quanto bebe?
  • Você se irrita quando outras pessoas comentam ou criticam os seus hábitos de consumo?

Se você respondeu sim a pelo menos uma destas perguntas, você pode ter um problema com o álcool.

Quando consultar um médico

Se você sentir que bebe demais ou sua família está preocupada com o fato de você beber demais, significa que é a hora de procurar um médico. Outras formas de obter ajuda incluem consultar um profissional de saúde mental, como psicólogo ou psiquiatra, ouum grupo de apoio como os Alcoólicos Anônimos.

Causas do alcoolismo

A origem do alcoolismo está associada a fatores genéticos, psicológicos, sociais e ambientais que têm um impacto sobre a forma como isso afeta o seu corpo e comportamento.

O processo de se tornar viciado em álcool acontece de forma gradual, embora algumas pessoas tenham uma resposta anormal ao álcool a partir do primeiro contato. Com o passar do tempo, o excesso da bebida pode alterar o equilíbrio normal de produtos químicos e vias nervosas no cérebro associadas com a experiência do prazer, o julgamento e a capacidade de exercer controle sobre o seu comportamento.

Tratamentos para o alcoolismo

sintoma de alcoolismo

Muitas pessoas com alcoolismo hesitam em começar o tratamento porque geralmente não reconhecem que têm um problema. Uma intervenção de entes queridos pode ajudar algumas pessoas a entender e aceitar que precisam de ajuda profissional. Se você está preocupado com um amigo ou membro da família que bebe demais, converse com um profissional para aconselhamento sobre a forma de abordar essa pessoa.

Vários tratamentos podem ajudar. Dependendo das circunstâncias, o tratamento pode envolver uma intervenção breve e aconselhamento individual ou de grupo, um programa ambulatorial, ou internação residencial.
O primeiro passo é determinar se você tem um problema com álcool. Se você ainda não perdeu o controle sobre o uso de álcool, o tratamento pode envolver a redução de seu consumo.

Os tratamentos incluem:

  • Desintoxicação e abstinência. O tratamento para o alcoolismo geralmente é iniciado por um programa de desintoxicação, que pode durar de dois a sete dias. O paciente pode precisar tomar medicamentos sedativos para evitar agitação, confusão, alucinações ou outros sintomas de abstinência. A desintoxicação é realizada geralmente em um centro de tratamento hospitalar ou um hospital.
  • Habilidades de aprendizagem e estabelecer um plano de tratamento. Isso geralmente envolve especialistas em tratamento de álcool. Ele pode incluir o estabelecimento de metas, técnicas de mudança de comportamento, o uso de manuais de auto-ajuda, aconselhamento e cuidados de acompanhamento em um centro de tratamento.
  • Aconselhamento psicológico. Aconselhamento e terapia para grupos e indivíduos irão ajudar o paciente a entender melhor o seu problema com o álcool.
  • Medicamentos orais. A droga utilizada no tratamento do alcoolismo se chama dissulfiram (Antabuse) que pode ajudar a impedir o paciente de beber, mas não impede a compulsão para beber. Caso o paciente venha a consumir álcool, a droga produz uma reação física que pode causar vermelhidão, náuseas, vômitos e dores de cabeça. Naltrexone (Revia), uma droga que bloqueia as sensações causadas pelo álcool, ajuda a diminuir a vontade de beber.
Diminuidor

Comente!




*Campos obrigatórios

Os artigos desse site contém informações baseadas em pesquisas, estudos, consultas, experiências pessoais e livros. Deve-se sempre consultar um médico antes de tomar qualquer medida.