Cancro Mole

Saiba tudo sobre o cancro mole

Artigo publicado por Roberto Magalhães nas categorias: Doenças

Diminuidor

Cancro mole é uma DST (doença sexualmente transmissível) que se manifesta por meio de feridas múltiplas contagiosas e avermelhadas, com base mole e cheia de pus acompanhada de dor e desconforto. Entenda melhor o que é cancro mole.

prevenção cancro

O cancro mole é transmitido por meio da bactéria Haemophilus ducreyi através do ato sexual. A bactéria do cancro mole afeta com mais freqüência os órgãos genitais masculinos e femininos. No entanto, o cancro mole também pode contaminar regiões como o ânus, os lábios, a boca, a língua e a garganta quando a higienização não é feita de modo correto e a camisinha não é utilizada. A pessoa infectada pelo cancro mole quando não diagnosticada e tratada em tempo, pode levar a evolução da DST que se espalha e aumenta progressivamente de tamanho e profundidade, além de contagiar outras pessoas, caso mantenha a vida sexual ativa no período de infecção.

 Sintomas

A pessoa com cancro mole apresenta alguns sintomas característicos que devem ser analisados com atenção. Primeiro surgem pequenas feridas avermelhadas e dolorosas nas genitais, além de dor de cabeça, seguida de febre e fraqueza que aparecem por volta do segundo ou décimo quinto dia da infecção. Conforme a evolução da doença sexualmente transmissível, em alguns casos, pode aparecer ínguas, que são caroços dolorosos e avermelhados na região da virilha, que dificultam a movimentação das pernas e gera secreções purulentas e esverdeadas. Esses são alguns dos sintomas, porém ao surgir qualquer indicio fora do comum à pessoa deve procurar uma análise clinica adequada.

Diagnóstico

O diagnóstico do cancro mole é feito por meio de consulta médica, de exames laboratoriais, clínicos e epidemiológicos. Após a confirmação da infecção pela bactéria do cancro mole o paciente deverá procurar o melhor tratamento indicado pelo especialista da área e interromper as relações sexuais. A vida sexual deve ser descontinuada pelo infectado durante o período de trato para evitar a contaminação do parceiro e outras pessoas com quem mantém a atividade sexual.

transmissão cancro

Prevenção

Para evitar o contagio da bactéria do cancro mole é imprescindível o uso da camisinha. Além disso, deve ser realizada higienização na genitália de forma adequada antes e após a relação sexual. Tomando cuidados simples como esses, a pessoa pode prevenir a infecção dessa e de outras doenças sexualmente transmissíveis de forma direta e indireta. O governo oferece distribuição gratuita de camisinhas para toda a população. Basta comparecer em qualquer posto de saúde público e retirar quantas camisinhas achar necessário.

Tratamento

O tratamento do cancro mole deve ser feito com especialista credenciado e renomado, assim que for percebida qualquer alteração e aparecimento de feridas nas regiões genitais. É dever do paciente comunicar o médico de sua confiança para o combate e controle da doença. No caso de confirmação de infecção pelo cancro mole, o uso de antibióticos é recomendado para evitar sua evolução e, consequentemente, tratar e levar a sua cura. Durante o período de tratamento fica determinada a abstinência sexual do infectado e do seu parceiro, como forma de evitar o contagio em demais pessoas e para um melhor resultado terapêutico contra a bactéria do cancro mole.

Diminuidor

3 comentários

  1. Denne (10/08/2014)

    Obrigada já encontrei o que procurava!!

  2. Antonio Vieira (13/11/2014)

    Estou preocupado com a minha saude e da minha parceira , logicamente de outras pesssoas

  3. Sidney (25/09/2015)

    Bom dia,e possivel vc transmitir o cancro mole pro seu parceiro sem ter sintomas nenhum?????????????

Comente!




*Campos obrigatórios

Os artigos desse site contém informações baseadas em pesquisas, estudos, consultas, experiências pessoais e livros. Deve-se sempre consultar um médico antes de tomar qualquer medida.