Cirurgia de Catarata

Entenda o que é e qual o procedimento para o tratamento desse problema que atinge milhões de pessoas em todo o mundo

Artigo publicado por Roberto Magalhães nas categorias: Procedimentos Cirúrgicos

Diminuidor

A área dos olhos é uma região muito importante para todos. A visão é uma das capacidades essenciais para o ser humano e sua sobrevivência. O passar dos anos, como todo o corpo e a nossa saúde passa por degenerações e o envelhecimento. Com os olhos, não é diferente. O globo ocular sofre com a ação do tempo e um dos maiores problemas é a catarata.

Catarata é uma lesão no globo ocular que prejudica a visão e pode causar até cegueira no paciente. O problema, porém, tem tratamento e sua cura pode ser alcançada através da cirurgia para a retirada da pele que aparece na retina e prejudica o paciente.

catarata

O que é a cirurgia de catarata

Para entendermos melhor sobre o que é a cirurgia para a remoção da catarata precisamos entender primeiro qual a estrutura e como é formado o sistema da visão humana. O globo ocular é uma esfera constituída de três camadas: esclera, coroide e retina. Quando há a catarata, o cristalino, parte do olho permeável e bastante sensível à passagem de luz recebe o revestimento de uma membrana que o torna opaco. Com isso os raios de luz não chegam à retina e a visão fica extremamente prejudicada.

Essa alteração no cristalino que causa a catarata é mais comum em pacientes a partir dos 60 anos e a cirurgia para a correção do problema obtém êxito e cura em cerca de 90% dos casos. Vale a pena ressaltar que a doença não tem maneira segura para a prevenção e que a cirurgia é a única forma de tratamento.

Como é o procedimento

Nos dias de hoje a cirurgia para a retirada da catarata é feita de maneira bastante segura. São feitas incisões de menos de 3 milímetros para a inserção do instrumento que vai retirar a membrana causadora da doença. Também chamada de facectomia, a cirurgia de catarata remove a lente natural do cristalino e insere uma lente sintética, chamada de intraocular, com o intuito de reduzir a opacidade e recuperar a transparência da visão.

As técnicas mais modernas para esse tipo de cirurgia, com a abertura pequena no olho para a inserção da lente substituta, reduz a inflamação no pós-operatório e retira a necessidade de sutura ou pontos no olho. A cirurgia é feita sempre sob efeito de anestesia local e o paciente recebe alta horas após o término do procedimento.

cirurgia-de-catarata

Em que casos é indicada

A catarata é um problema que evolui com o passar do tempo, ou seja, a membrana que leva opacidade e prejudica a visão aumenta. Portanto, a cirurgia é indicada para todos os pacientes diagnosticados com a doença. Um problema nesse sentido é que as pessoas acabam se acostumando com a dificuldade na visão e demoram a procurar o tratamento, fazendo com que a catarata evolua muito rapidamente.
Mas não há diferença entre fazer a cirurgia no início da doença ou com ela já evoluída, já que nos dois casos a cirurgia recupera 100% da visão em 90% dos casos.

Diminuidor

Comente!




*Campos obrigatórios

Os artigos desse site contém informações baseadas em pesquisas, estudos, consultas, experiências pessoais e livros. Deve-se sempre consultar um médico antes de tomar qualquer medida.