Cirurgia íntima

Saiba porquê muitas mulheres buscam a cirurgia íntima e como é o procedimento estético que eleva a auto estima

Artigo publicado por Roberto Magalhães nas categorias: Bem-Estar

Diminuidor

A busca pela melhora da auto-estima nos dias de hoje tem se tornado incansável. Homens e mulheres fazem de tudo, mesmo se esse ‘tudo’, significa ter que passar por traumas e dores terríveis para obter o tão desejado corpo, rosto e até, uma região genital dos seus sonhos. Isso mesmo, estamos falando da vagina! Um órgão sexual feminino. Com a evolução das novas técnicas cirúrgicas as mulheres não têm se intimidado mais e estão fazendo até mesmo correções dos lábios vaginais, para uma vida sexual tranquila e prazerosa sem dores e ‘neuras’ , e, claro, reconquistando a auto confiança.

consulta médica

O que é a cirurgia íntima

A cirurgia íntima ou a ninfoplastia, nada mais é que a correção dos lábios vaginais, que ficam aumentados, na técina é retirado o excesso de pele. A procura por este tipo de plástica estética tem crescido de forma significativa nos últimos anos. Mulheres do mundo todo tem feito a cirurgia como forma de melhorar ou recuperar a sua auto estima diante do parceiro e de outras mulheres, para reduzir a sensação de inferioridade.

Muitas fazem a cirurgia por sentirem que algo está estranho, por achar feios e exagerados os seus lábios vaginais ou, até mesmo, por sentirem certo desconforto ao utilizar calças um pouco mais apertadas. Mas atenção, essa cirurgia só deve ser realizada com o acompanhamento do caso pelo seu ginecologista e do cirurgião de sua confiança.

Como é o procedimento

Como todo procedimento cirúrgico tem seus riscos, por isso, a paciente ao optar pelo método deve ser seguida as orientações correta do especialista com total higiene e segurança. Os ginecologistas ressaltam ainda, que as pacientes só devem se submeter a técnica sob indicação médica e quando realmente se fazer necessário, pois os pequenos lábios são fundamentais para a saúde da vagina, eles previnem infecções na área.

Na cirurgia, o excesso dos pequenos lábios é retirado e, em seguida, é dado pontos absorvíveis, que saem sozinhos. O procedimento é feito com anestesia local e não altera a sensibilidade da mulher, o que é perfeito para quem realiza o método cirúrgico. Por ser uma região bem sensível, a paciente que opta pela cirurgia íntima deve ter muita atenção para que os pontos não infeccione, como por exemplo, evitar exercícios físicos, relações exuais e passar papel higiênico em um período estipulado pelo médico especialista.

instrumentação

Em que casos é indicada a cirurgia íntima

As mulheres que optam pela cirurgia íntima a fazem mais pela melhora da auto estima do que por problemas físicos. Ou seja, a decisão acaba sendo mais pelo efeito psicológico do que pelo funcional. As mulheres acham que o aspecto da vagina fica feio com os lábios aumentados e, por isso, recorrem à técnica para corrigir.

O desconforto emocional é tão grande, que muitas mulheres deixam de ter prazer sexual, por exemplo, não deixando seus parceiros fazerem o sexo oral, por vergonha do tamanho dos lábios vaginais. Mas há casos em que há incomodo seguido de dor durante a relação sexual e mais recorrências de infecção com os lábios aumentados. Porém, estes casos devem ser avaliados pelo seu ginecologista.

Diminuidor

Comente!




*Campos obrigatórios

Os artigos desse site contém informações baseadas em pesquisas, estudos, consultas, experiências pessoais e livros. Deve-se sempre consultar um médico antes de tomar qualquer medida.