Doença de Chagas

Doença comum na América Central e do Sul, a Doença de Chagas recebeu esse nome por conta do cientista Carlos Chagas, seu descobridor. Entenda melhor o que é e quais os sintomas dessa doença!

Artigo publicado por Roberto Magalhães nas categorias: Doenças

Diminuidor

Conhecida também como Mal de Chagas, a doença é causada pelo protozoário Trypanosoma cruzi. A Doença de Chagas foi descoberta em 1909 por Carlos Chagas, pesquisador do Instituto Osvaldo Cruz, que observava uma infecção que acometia operários do interior do estado de Minas Gerais. A doença é transmitida pelas fezes do inseto conhecido popularmente como Barbeiro, animal de hábito noturno que se alimenta de sangue de animais vertebrados.

É importante ressaltar que não é a picada do barbeiro que transmite a doença e sim o ato de coçar do paciente. Como ele defeca logo após comer, acaba carregando consigo o protozoário causador da doença. Ao picar uma pessoa saudável, o inseto acaba depositando as fezes no local da picada e quando a pessoa coça, acaba abrindo espaço na pele para a penetração do parasita contido nas fezes.

Adentrando a pele da pessoa saudável, portanto, o parasita passa a viver no sangue do paciente e se prolifera pelas fibras de músculos, alcançando regiões vitais, como o coração, o intestino e o esôfago das vítimas, podendo levar ao óbito. Outras maneiras de transmissão do parasita também podem acontecer em transfusões de sangue contaminado e durante a gravidez, na transmissão de mão para filho.

barbeiro

Sintomas

Mal-estar, febre alta, inflamação nos gânglios, manchas avermelhadas na pele, olhos inchados e aumento do tamanho do fígado e do baço, por exemplo, são alguns dos principais sintomas da Doença de Chagas. A febre alta pode passar e o paciente nem perceber que está contaminado pelas fezes do Barbeiro, por isso é importante ficar atento, já que o indivíduo pode carregar consigo a doença por cerca de 30 anos sem perceber que o parasita está alojado.

Nestes casos, mais raros, a doença pode ser assintomática. Em quadros crônicos, ou mais graves, da doença o Mal de Chagas pode até prejudicar definitivamente a musculatura dos órgãos atingidos. Isso pode aumentar o tamanho dos órgãos e levar o paciente ao óbito. A Meningite e a Encefalite, outras duas graves doenças, podem aparecer no paciente em consequência da fase mais aguda da Doença de Chagas.

Prevenção

A melhor forma de evitar o contágio pelo mosquito barbeiro é ficando distante do parasita.  Pois, os indivíduos que habitam locais que contenham o mosquito Barbeiro estão mais expostas à doença de Chagas. Segundo especialistas, o inseto pode ser encontrado em casas de pau-a-pique, ninhos de pássaros, tocas de animais, como gambás e pequenos roedores, além de troncos de árvores e embaixo de pedras. Além desses cuidados, o governo deve criar campanhas e buscar suprir a população com melhores condições de moradia, para assim, evitar a proliferação do mosquito.

Diagnóstico

O diagnóstico é feito por meio de exames clínicos, como coleta de sangue  para diagnosticar a presença do parasita. O exame de sangue possibilita a busca pelo parasita por meio de microscopia, porém há testes sorológicos que também detectam a presença do protozoário através dos anticorpos.

Tratamento

O tratamento para a Doença de Chagas é feito com acompanhamento médico-hospitalar. Por apresentar efeitos colaterais, os remédios para tratar a doença devem ser administrados nos hospitais, com a permanência do paciente por, no mínimo, um mês. O quanto antes começar o tratamento do paciente, maior o sucesso e o efeito dos remédios. É importante começar o tratamento para a cura enquanto o parasita circula pela corrente sanguínea do paciente, evitando que ele se fixe em algum órgão.

cirurgia cardíaca

Normalmente, dois medicamentos são utilizados no tratamento do Mal de Chagas: o Benzonidazol e o Nifutimox. É importante ressaltar que tais remédios podem causar tonturas, dores de cabeça, perda de peso e de apetite, neuropatia, problemas de insonia e erupções na pele.

Diminuidor

1 comentário

  1. Maria de Fatima C. de Sousa Muniz (22/12/2015)

    gostaria de saber em detalhes , quais exames específicos para diagnosticarD. de Chagas

Comente!




*Campos obrigatórios

Os artigos desse site contém informações baseadas em pesquisas, estudos, consultas, experiências pessoais e livros. Deve-se sempre consultar um médico antes de tomar qualquer medida.