Dor Sacroilíaca

Sacroilíaca é a dor que ocorre na área lombar e das nádegas, no entanto, muitas vezes a origem do incômodo é difícil de ser identificada. Entenda melhor.

Artigo publicado por Roberto Magalhães nas categorias: Dores

Diminuidor

As articulações sacroilíacas são formadas pela ligação do sacro e os ossos ilíacos direitos e esquerdos. O sacro é o osso de forma triangular situado na porção inferior da coluna, abaixo da coluna lombar. A dor é causada pela disfunção das articulações sacroilíacas, também chamadas de SI.

Causas da dor sacroilíaca

tratamento de dor sacroilíaca

Embora não seja claro o modo como a dor é causada, os especialistas suspeitam que há uma alteração no movimento normal da articulação, que pode ser a culpada que provoca a dor sacroilíaca. Esta fonte de dor pode ser provocada através de:

Muito movimento – hipermobilidade ou oscilação. A dor geralmente é sentida na parte inferior das costas e/ou quadril e pode se estender para a região da virilha.

Pouco movimento – hipomobilidade ou estática. A dor muitas vezes ocorre em um lado da região lombar ou nas nádegas, podendo irradiar para as pernas. O incômodo permanece acima do joelho, mas às vezes pode se estender até o tornozelo ou os pés. A dor é semelhante à ciática, ou dor causada no nervo ciático.

Esta condição é geralmente mais comum em mulheres jovens e de meia idade.

Diagnóstico da dor sacroilíaca

Diagnosticar com precisão a disfunção da articulação sacroilíaca pode ser difícil porque os sintomas imitam outras condições comuns, incluindo da dor nas costas, dor na coluna lombar, hérnia de disco e radiculopatia (dor ao longo do nervo ciático que se expande para a perna).

O diagnóstico é geralmente obtido através do exame físico (eliminando outras possibilidades) e/ou uma injeção (utilizada para bloquear a dor).

Tratamentos da dor sacroilíaca

dor sacroilíaca

Os tratamentos para a dor sacroilíaca não são cirúrgicos e se concentram na tentativa de restaurar o movimento normal da articulação. Outros tratamentos incluem:

Gelo, calor e descanso

As recomendações de tratamento iniciais tipicamente incluem o uso de gelo ou compressas frias, aplicadas em intervalos de 15 a 20 minutos, conforme necessário para reduzir a inflamação na área. A aplicação de calor (como uma bolsa de água quente ou banho quente) pode ajudar no processo de cicatrização, mas não durante o período de dor aguda, inchaço ou inflamação.

Medicamentos

Os medicamentos para tratar a dor sacroilíaca muitas vezes podem incluir analgésicos (como o paracetamol), bem como os medicamentos antiinflamatórios (tais como o ibuprofeno ou naproxeno), para reduzir o inchaço, que normalmente contribui para a dor do paciente.

Tratamentos alternativos

A manipulação manual no local da dor feita por um quiropraxista, osteopata, ou outro profissional de saúde qualificado pode ajudar. O médico irá escolher um método mais adequado para o seu caso específico.

Fisioterapia e exercícios

A fisioterapia controlada e gradual pode ser útil para fortalecer os músculos ao redor da articulação sacroilíaca e ajudar a aumentar a amplitude de movimento. Além disso, qualquer tipo de exercício aeróbico de baixo impacto irá auxiliar no aumento de fluxo do sangue para a área, que por sua vez estimula a resposta de cura. Para a dor, a terapia da água pode ser uma opção razoável, pois a água proporciona fluidez para o corpo e reduz o estresse sobre a articulação dolorosa.

Prevenção da dor sacroilíaca

Infelizmente, a disfunção da articulação SI não é evitável em algumas pessoas. Para muitos, é uma parte infeliz do processo de envelhecimento comum do corpo. No entanto, a gravidade pode ser reduzida através do tratamento com medicamentos, injeções, ou fisioterapia. Manter um peso corporal saudável e bom condicionamento pode reduzir as chances de desenvolver a disfunção da articulação SI e outras formas de artrite. Isso porque, ao diminuir as cargas sobre as articulações proporcionará menos danos na cartilagem e numa artrite subsequente.

 

Diminuidor

12 comentários

  1. Rose (26/12/2013)

    a QUASE UM ANO TENHO DORES NO QUADRIL ESQUERDO…DORES LOMBAR E DESCE PRA COXA…..jA TOMEI VARIAS MEDICACOES E INJECOES….fISIOTERAPIA NEM EM PENSAMENTO NAO CONSIGO FAZER….NAO TENHO POSICAO PRA FICAR…NEM DEITADA…NEM EM PE ..MENOS SENTADA….

  2. Daniel (27/02/2014)

    Qual os exercicios mais corretos para o tratamento da dor sacroiliaca e se fazer caminhada é certo ou não. O que devo fazer. Boa noite Daniel

  3. maria.marli correia da silva (06/06/2014)

    Eu Maria.marli correia da silva, fiquei feliz com as dicas de melhora para dor sacroilíaca,pois estou sofrendo com isso já fiz cirurgia na S1 L5 e tenho discopatia degenerativa e fiz também hernia de disco Artrodese .Tenho feito fisio pilates para aliviar as dores,o que devo fazer mais.

  4. Simone (27/06/2014)

    Ola meu nome é Simone tenho 40 anos,e desde os meus 36 anos tenho dor diárias lombar sacra,articulação sacro com dores ate os tornozelos impedindo andar!Tive esse problema quando trabalhava no correio e fui arrastar uma caixa e fiquei no mesmo lugar ate os paramedicos me removerem e desde então convivo com essa dor diarias estou no inicio dos tratamentos me pediram para fazer rx coluna lombo sacra e rx sacro ap e perfil o pedido foi feito atraves do SUS desde fevereiro e ate o momento não conseguir marcar para fazer e gostaria de uma segunda avaliação pq não posso trabalhar mais se arrumo um serviço é um dia no trabalho e no mesmo dia ou no outro hospital à 4 anos vivo nisso toda vez que ataca a dor não me movimento para nada e já não aguento mais tomar tramal ou tramadol na veia!Me ajudem por favor tenho uma filha de 3 anos que necessita dos meus cuidados e preciso trabalhar e isso está ate afetando meu psicologico e o meu fisico perdi em serca de quase 10 quilos tenho quase 1,59 e estou pesando 42,0 quilos!!!

  5. brilhante silva (17/07/2014)

    materia mt boa para pesquisar

  6. sirlene (09/11/2014)

    Estou grata, pela orientação; tem tudo a ver com o que estou passando a tempos , as vezes ela vai e volta. me ajudou muito

  7. Sandra Pinto de Souza (07/03/2015)

    Tenho dor no glúteo direito irradiando para a parte posterior da coxa, todos os profissionais que recorri não viram nada na ressonância de bacia e coluna. Estou sem um diagnóstico do meu caso. Existe algum exame preciso que leve a certeza de que pode haver algum comprometimento com o sacro? Qual?

  8. sirlene (17/09/2015)

    Quem tem esse problema, pode fazer uso de esteiras e bicicleta na academia, para ajudar ?

  9. Márcia (05/11/2015)

    já fui a vários médicos e foi constatado diagnostico, sacrocoxiginea, faço fisioterapia e hidorginástica no momento, mas continuo com dores, inclusive há muito tempo, cerca de quatro anos, dói inclusive quando vou evacuar, devo procrar um quiropraxista?Desde já agradeço.

    • Maria Luiza (15/08/2016)

      Márcia, sinto os mesmos sintomas. Aliás evacuar pra mim passou a ser um grande problema. Tenho a dor há 2 anos. Já passei por várias especialidades médicas e nada e eu sequer tenho um diagnóstico. Houve até mesmo uma médica (se é possível assim denominá-la) que me disse que a dor era psicológica. É o fim!

  10. Cami (02/03/2016)

    Tenho uma dor a alguns meses do lado direito da coluna lombar como se tivesse um nervo inflamado, mas é em um lugar especifico. As vzs ela some, normalmente no calor e quando esfria um pouco ela volta. Ja tomei injeção e todo tipo de remedio nada adianta. as vzs ela e tão forte que tenho dificuldade de ficar de pé, e tenho que me movimentar levemente.
    Tudo que ja li, e pesquisei, nada se compara ao que eu sinto.

  11. Carlos Alberto Symanski (17/07/2016)

    Fui acometido de muita dor no joelho direito, mais exatamente na parte interna do mesmo. Entrementes sofri uma dor repentina na altura do sacro, dor esta que é costumeiramente chamada de descadeiramento. Estou imaginando uma consequência de uma ou de outra. Só sinto alívio dessas dores com o uso do Ibuprofeno, mas são melhoras passageiras. Existirá algum remédio caseiro para isso

Comente!




*Campos obrigatórios

Os artigos desse site contém informações baseadas em pesquisas, estudos, consultas, experiências pessoais e livros. Deve-se sempre consultar um médico antes de tomar qualquer medida.