Enxaquecas

A enxaqueca é um tipo de dor de cabeça que afeta muitas pessoas no mundo todo. Descubra quais são as causas e os tratamentos para este mal.

Artigo publicado por Roberto Magalhães nas categorias: Dores

Diminuidor

O que é enxaqueca

A enxaqueca é uma forma comum de dor de cabeça que ocorre como resultado das interações complexas entre o sistema nervoso e o sistema vascular, bem como as alterações na química do cérebro. Anteriormente acreditava-se que a cefaleia era causada pela vasodilatação (alargamento dos vasos sanguíneos) responsável por provocar a libertação de produtos químicos a partir de fibras nervosas que se bobinam em torno das grandes artérias cerebrais.

De acordo com estudos científicos, o fluxo de sangue no cérebro não é o único responsável por todas as características provenientes da enxaqueca. Em vez disso, os processos complexos, presentes no sistema nervoso, são os responsáveis por iniciar o desenvolvimento da enxaqueca.

enxaqueca

Sintomas da enxaqueca

Durante a enxaqueca, o sistema nervoso no corpo é estimulado, componente que é muitas vezes visto como a parte que controla as respostas primitivas de estresse e dor, a chamada resposta de “luta ou fuga” do organismo. Por exemplo, o aumento da atividade do sistema nervoso no intestino provoca náuseas, vômitos e diarreia, além disso, ela também retarda o esvaziamento do estômago para o intestino delgado e, portanto, impede a entrada de medicamentos via oral no intestino de serem absorvidos.

O aumento da atividade do sistema nervoso também minimiza a circulação de sangue, fazendo com que a pele fique pálida e as mãos e pés fiquem gelados.
As crises de enxaqueca geralmente estão relacionadas a uma dor profunda e latejante, que podem ocorrer na testa, ao redor dos olhos, ou na parte traseira da cabeça.

  • Sensibilidade à luz e som.
  • Sonolência
  • Irritação
  • Cansaço
  • Depressão ou euforia
  • Sede abundante, retenção de líquidos, e elevação do volume de urina.
  • Constipação ou diarreia
  • Letargia
  • Vontade de comer alimentos doces ou salgados.

Diagnóstico da enxaqueca

A enxaqueca é diagnosticada quando os sintomas citados no tópico anterior estão presentes. O problema pode começar na infância até a idade adulta mais cedo e também está relacionado à causa genética.

Segundo os critérios diagnósticos criados pela Sociedade Internacional de Cefaleia, a enxaqueca existe quando um indivíduo tem sofrido de cinco ou mais episódios de dor de cabeça com duração de 4 a 72 horas.

Tratamentos para a enxaqueca

localização da enxaqueca

  • Aplicar uma bolsa com gelo e técnicas de relaxamento podem ajudar quando um ataque de enxaqueca começar.
  • Medicamentos analgésicos, como acetaminofeno (Tylenol) e antiinflamatórios não esteroides (AINEs).
  • Terapias alternativas, como acupuntura e tratamento com florais.

Prevenção para a enxaqueca

A prevenção para a enxaqueca está associada no esforço e na motivação do paciente em realizar algumas mudanças em seu estilo de vida. Nesse sentido, os pacientes são preparados para evitarem e/ou eliminarem os elementos estimulantes do problema de suas vidas. São eles:

  • Não fumar e permanecer distante do fumo passivo
  • Evitar alimentos que contenham tiramina, como queijos, chocolate, salsicha e amendoim, e produtos alimentícios que possuam sulfitos (vinhos, principalmente no seco) ou nitratos (nozes, carnes, aspartame) em suas composições.
  • Manter um estilo de vida saudável, com uma alimentação balanceada, rica em nutrientes naturais, beber muita água, dormir bem, e praticar atividades físicas regularmente.
Diminuidor

Comente!




*Campos obrigatórios

Os artigos desse site contém informações baseadas em pesquisas, estudos, consultas, experiências pessoais e livros. Deve-se sempre consultar um médico antes de tomar qualquer medida.