Herniorrafia

Saiba como evitar a hérnia e tratar da doença que causa enorme desconforto

Artigo publicado por Roberto Magalhães nas categorias: Bem-Estar

Diminuidor

Se você sente fortes dores abaixo do abdômen e percebeu que a região está mais inchada que o normal, atenção! Pois pode ser indicio do começo de uma hérnia, que rompeu algum orgão. Procure imediatamente o especialista de sua confiança para que ele possa diagnosticar e iniciar o melhor tratamento para o seu caso. Mas não esqueça de verificar as condições do hospital e credenciais do médico.

musculatura abdominal

O que é a herniorrafia

A herniorrafia nada mais é que o procedimento cirúrgico para corrigir o defeito da musculatura que reveste os músculos do abdome que ao sofrer qualquer alteração, como a hérnia abdominal, causa dores insuportáveis acompanhadas ou não de inchaço na região. Geralmente, o problema surge por conta de carregamento de peso, práticas excessivas de exercício que acabam afetando a região de maneira rigorosa. Na hérnia parte ou total de algum órgão próximo do abdome se solta causando problemas sérios ao individuo.

Como é o procedimento

Como todo procedimento cirúrgico, a herniorrafia possui seus riscos. Mas a técnica é simples e visa corrigir o defeito causado pelo escapamento de um ou mais órgão como na hérnia abdominal. Ao ser realizada a cirurgia o especialista irá fechar o anel herniário através da colocação de telas mais grossa e resistente que irá auxiliar na redução do surgimento de novas hérnias ou ainda, por meio de pontos cirúrgicos na área para evitar que qualquer órgão escape.

Neste tipo de cirurgia é aplicada anestesia antes da cirurgia e anestésico. Após a operação é recomendado repouso absoluto por um período que varia entre uma semana ou duas. Depois deste intervalo o médico pode avaliar se já é possível se movimentar, subir e descer escadas, realizar exercícios físicos e carregar peso. Mas nas primeiras semanas qualquer atividades está terminantemente proibidas, para um melhor tratamento.

sala cirúrgica

Em que casos é indicado

A cirurgia é indicada em casos de hérnias abdominal abaixo do abdome, hérnias epigástricas que surgem na linha média do abdome, das hérnias umbilicais próximo ou em volta do umbigo ou ainda as hérnias inguinais, que surgem mais próximas da virilha ou na região da coxa e a parte inferior do abdome. Neste último caso, podem descer até os testículos nos homens levando ao aparecimento das hérnias inguinoescrotal. A cirurgia se torna a maior aliada para este tratamento.

Mas atenção ao surgimento dos primeiros sintomas, que são além de dores ao evacuar, tossir, levantar peso, ficar em pé por muito tempo, ou ainda, não sentir dor alguma, mas identificar inchaço na área afetada. Esses são alguns dos indícios, porém há casos em que a própria hérnia desaparece de forma curiosa e depois ressurgir. Por isso a importância de ter o acompanhamento médico para entender a causa e se realmente é necessária a cirurgia para corrigir a região. Siga as instruções do médico especialista corretamente que tudo correrá na perfeita harmonia.

Diminuidor

Comente!




*Campos obrigatórios

Os artigos desse site contém informações baseadas em pesquisas, estudos, consultas, experiências pessoais e livros. Deve-se sempre consultar um médico antes de tomar qualquer medida.