Síndrome do Comer Noturno

Veja dicas de como tratar e evitar a síndrome do comer noturno e dar adeus àqueles dias de ataque a geladeira e despensa à noite

Artigo publicado por Roberto Magalhães nas categorias: Bem-Estar

Diminuidor

Não há nada mais desagradável do que acordar no meio da noite sentindo aquele buraco no estômago, uma fome imensa e incontrolável. Que faz você querer atacar a despensa e a geladeira, não é mesmo? Se você conhece alguém que tenha esse hábito e sofre com ele? Então agora entenda o que é e o que pode ser feito para auxiliar as pessoas que tem a síndrome do comer noturno a se livrar deste transtorno.

comida em excesso

O que é a síndrome do comer noturno

A SCN, como também é conhecida a Síndrome do comer noturno, é classificada como um transtorno do sono e do humor, no qual o individuo ingere alimentos durante o período noturno. Em alguns casos, a pessoas que sofrem deste mal comem uma quantidade superior que a indicada ao longo do dia, além da preferência por alimentos calóricos e ricos em carboidratos durante à noite, o que acaba acarretando em sérios problemas de saúde como obesidades e diabetes do tipo II. Em alguns caso, a pessoa que sofre com o transtorno faz inconscientemente as atitudes, o chamado sonâmbulo.

Por quê ocorre

Não há uma causa bem especifica do motivo que ocorre a SCN, mas em alguns casos, a evolução da síndrome do comer noturno é decorrente dos estresses sofridos no dia a dia, que leva a insônia, depressão e, claro, pela falta de ingestão de alimentos no período da manhã e tarde. Atitudes como essas, de trocar o dia pela noite, pode gerar no paciente um estagio de doença, causando fraqueza e mal estar na rotina diária.

Também não há uma causa genética que explique o distúrbio, mas estudos recentes revelam que, apesar de pouco conhecida, acredita-se que de 0,5% a 1,5% da população mundial apresente sintomas da síndrome do comer noturno. Se você é um desses, preste bem atenção nas dicas para manter o corpo e mente em perfeita harmonia.

Como tratar e evitar a síndrome do comer noturno

A SCN não é reconhecida como parte dos transtornos alimentares sofrido por muitos. No entanto, há um número considerável de pessoas que sofrem com a síndrome. Mas para esses, existem formas seguras e corriqueiras para tratar e evitar a evolução do distúrbio psicológico. Algumas medidas práticas como se alimentar de forma correta nas refeições diurnas, atividades físicas regulares e hábitos básicos saudáveis são essenciais para evitar o transtorno. Além do que, o estresse e depressão não levam ninguém a lugar algum.

Para os casos mais graves de transtorno do sono, alguns especialista indicam a ingrstão de medicação via oral. Os medicamentos também auxiliam na redução da ansiedade, da insônia e do mal estar de cada indivíduo. O ideal é que um nutricionista e/ou um endocrinologista acompanhe o paciente para evitar mais danos a saúde do individuo.

compulsão

Outra forma de driblar é deixando alimentos menos calóricos e menos gordurosos na geladeira e despensas de comida, assim evitando doenças mais graves.

Diminuidor

Comente!




*Campos obrigatórios

Os artigos desse site contém informações baseadas em pesquisas, estudos, consultas, experiências pessoais e livros. Deve-se sempre consultar um médico antes de tomar qualquer medida.