Síndrome Respiratória Aguda Grave (SARS)

Conheça um pouco mais sobre essa doença respiratória grave que acomete milhares de pessoas em todo o mundo

Artigo publicado por Roberto Magalhães nas categorias: Doenças

Diminuidor

Também conhecida como Pneumonia Asiática, a Síndrome Respiratória Aguda Grave é uma doença viral que pode ser causada pelo coronavírus Sars-CoV. Segundo especialistas, outros dois vírus também podem causar a doença: o paramixovírus e o metapneumovírus.

Doença menos transmissível que a gripe comum, a contaminação da Sars se dá através da ingestão ou aspiração de gotículas de saliva ou pela secreção nasal de uma pessoa contaminada. As gotículas ou secreções contaminadas podem ser transmitidas para um indivíduo sadio a partir do toque em objetos contendo as partículas e conseguinte toque na boa, no nariz ou nos olhos.

A gripe ficou conhecida como Pneumonia Asiática porque ganhou maior incidência no continente asiático. Porém, pessoas que viajaram para algum pais da Ásia ou que tiverem contato com algum contaminado também têm grandes chances de serem acometidas pelo vírus.

sintoma de sars

Sintomas

Os sintomas dessa doença são bastante parecidos com os sintomas comuns à um quadro de gripe. Dor no corpo, sensação de mal-estar, perda do apetite, confusão mental e febre alta são os primeiros e principais sintomas da doença.

O paciente acometido pode sentir ainda sintomas de tosse seca, falta de ar  e até insuficiência respiratória. Deve-se tomar bastante cuidado para não confundir o quadro de uma SARS com os de uma gripe comum, pois o vírus causador desta síndrome pode evoluir muito rapidamente e apresentar consequências muito mais graves para o paciente.

Diagnóstico

O diagnóstico para um quadro de Síndrome respiratória aguda grave é feito basicamente clinicamente com base nos sintomas apresentados pelo paciente. É de suma importância alertar ao médico se o acometido viajou para algum dos lugares onde há surtos de SARS, para que ele faça a exclusão de outras doenças antes de diagnosticar o caso.

Exames de imagem, como radiografia dos pulmões e até a tomografia computadorizada do tórax também podem auxiliar na detecção da doença e na identificação do vírus. É importante sempre seguir as indicações do acompanhamento médico para evitar que o vírus evolua e que o quadro fique ainda mais grave.

Prevenção

A melhor maneira de se prevenir contra a doença é a identificação precoce do vírus causador, afim de evitar a evolução do quadro. Deve-se evitar o contato com pessoas contaminadas e utilizar luvas e máscaras para se proteger do contagio. Se for viajar para a Ásia deve redobrar os cuidados para evitar o acometimento.

Lavar sempre bem as mãos e o rosto e evitar locais fechados e de grandes aglomerações também são dicas importantes para evitar o contagio pelos vírus causadores da SARS.

medida de prevenção à SARS

Tratamento

O tratamento para esse quadro de SARS é feito com o objetivo de controlar ou reduzir os sintomas apresentados pelo paciente e na recuperação de sua imunidade. Recomenda-se o uso de medicamentos antibióticos para combater o vírus e a ingestão de vitaminas que possam induzir o organismo a reagir com seu sistema imunitário.

Recomenda-se ainda ingerir bastante líquido, se alimentar bem e fazer repouso durante o tratamento. O tratamento deve ser seguido à risca e até o final para evitar complicações e o aparecimento de novas infecções.

Diminuidor

Comente!




*Campos obrigatórios

Os artigos desse site contém informações baseadas em pesquisas, estudos, consultas, experiências pessoais e livros. Deve-se sempre consultar um médico antes de tomar qualquer medida.